Make your own free website on Tripod.com
 
     EIXO,TÚNEL,RETENTOR E MANCAL DE ESCORA
Edmar Mammini
 
 
Nos modelos movidos a Hélice se faz necessário esse conjunto de coisas sem o qual não se conseguiria transmitir o movimento do motor ao Hélice. O eixo é o que leva o movimento de rotação, a força em si. O túnel é o que protege o eixo e está fixo no casco, e dentro dele gira o eixo. Nos barcos reais nem sempre a coisa é assim. Mas aqui trataremos de modelos e como se deve fazer uma coisa que funcione e que dure muito. O mancal de escora é um dispositivo que recebe o empuxo que o Hélice exerce sobre o eixo, enfim o que empurra o barco.
 
Nos modelos pequenos com motores inferiores a 20 Watts, não é necessário esse dispositivo, e o empuxo será absorvido na bucha do túnel.A bucha do túnel é a que fica na extremidade exterior do casco e onde o eixo sai para fora do casco, onde está fixado o Hélice. O hélice atrita diretamente nessa bucha, recomenda-se uma bucha de fenolite grafitado nesse local, isso evita que tanto o hélice como a bucha se desgaste, o lubrificante é a água aí nesse caso. O Mancal de escora é uma peça que fica dentro do barco, é em geral um rolamento de esferas, e o eixo está fixado a ele através de uma bucha de retenção; a capa do rolamento está envolta de um anel feito de celeron ou PVC ou as vezes madeira dura como, Cabreuva ou Ipê, e esse anel está fixado no casco do barco, sempre anexo a uma caverna ou outra estrutura.
 
Tenha em mente que é aí que a força do hélice empurra o barco. Dessa forma o hélice não atrita na bucha do túnel e nunca gasta, o eixo fica mais livre e o barco rende mais. O eixo que transmite a rotação deve ser feito de aço inox do tipo 304(não magnético) seu diâmetro deve variar conforme a potência do motor. Nunca deve-se usar eixos menores do que 3mm de diâmetro, o no máximo 10mm, isso num modelo com mais de 2m de comprimento e deslocando mais de 50 kg.
Os eixos mais usados variam entre 4 e 6 mm, ou o seu equivalente em polegadas, no caso 5/32, 3/16 ou 1/4". A escolha irá depender do modelista.
 
Pode-se usar essa tabela como referência mas não como lei. de 0 a 20W 3mm, de 21 a 50W ,4 ou 5mm (vai depender do comprimento) de51 a 100W, de 6 a 8mm  de 100 a 300W, de 8 a 10mm  Acima disso não tenho idéia e é necessário um estudo. O túnel e o retentor de água devem ser feitos de tubos de latão. Como no Brasil não existe fabricação de tubos de latão em milímetros, deve-se usar em polegadas, a parede do tubo varia pouco. Veja tabela anexa, para referência também.
Diâmetro do Eixo e Diâmetro do Túnel
 
DIÂMETRO DO EIXO E DIÂMETRO DO TÚNEL
3mm ou 1/8" 
1/4" parede 1/32"
4mm ou 5/32
5/6      "      1/32
5mm ou 3/16 
3/8      "      1/16
6mm ou 1/4
7/16          1/16
7mm ou 9/32 
1/4      "      1/16
8mm ou 5/16 
1/2      "      1/16
9mm ou 3/8 
9/16    "      1/16
10mm   9/16 
5/8            1/16
 
A bucha do lado do hélice deve ser feita de bronze comum ou bronze c/ 10% de alumínio, não use bronze fosforoso, irá comer eixo antes da bucha. As Buchas devem ser feitas conforme desenho, e colocada no lugar a pressão ou seja com o ajuste de 2 a 3 centésimos de mm maior que o furo do túnel, quando gastar, ou  ovalizar, retira-se com um punção longo e se coloca outra nova no lugar. A bucha do lado do hélice tende a se gastar mais do que a interna. A bucha interna tem o mesmo diâmetro esterno do túnel e mais, é rosqueada externamente e tem na entrada do eixo um rebaixo cônico da ordem de 30º, esse cônico, faz parte do retentor de água, que é feito com uma porca longa com a mesma rosca da bucha, e que tenha no fundo um cônico igual ao da bucha, e um chumaço de algodão hidrófilo empastado com graxa de silicone que é insolúvel em água.
 
O chumaço forma um retentor em forma de lentilha, com dois cônicos. Ao se montar o túnel, deve-se cravar as buchas com o eixo montado dentro dela, depois de montada, o eixo roda duro nas buchas, deve-se então usar pasta de esmeril fina para retificar, faz-se retirando-se o eixo coloca-lo lá dentro girando com uma furadeira e pasta até que fique girando sem folga mas livre. Depois dessa operação,  lavar tudo muito bem com querosene e lubrificar com óleo comum, SAE #30 ou 40. Montar isso tudo no barco será motivo de outro artigo, sobretudo como se pode alinhar tudo isso aí com o motor.
 
Retornar à página principal