Make your own free website on Tripod.com
 

HÉLICE - TERCEIRA PARTE

Bem, é chegada a hora se se saber como fazer o hélice.
Na lingua portuguesa falada no Brasil, "fazer" tem conotação dúbia, o brasileiro faz a barba as unhas,.. o cabelo, a feira o
supermercado e faz tantas outras coisas que até deus duvida. Fazer aqui neste artigo tem a conotação certa; a de construir.
Construir hélices é sem dúvida um trabalho árduo. Necessita-se muito empenho e uma boa oficina para modelismo, caso
contrario iremos precizar dos outros para nos fornecer os equipamentos necessários.

Mas, o que é necessário?
1- Torno mecânico (pode ser do pequeno).
2- equipamento de solda, maçarico e respectivos tubos de gás e oxigênio, reguladores e etc e tal.
3- Limas de diversos tipos.
4- Lixadeira de cinta se possível, mas dispensável se houver mão suficiente para faze-lo a mão.
Nota : saber usar esses equipamentos devidamente, sim lógico, tem modelista que tem um monte de equipamentos em casa
que só servem para encher os olhos dos colegas visitantes, porque no duro o cara mal sabe usar os mesmos.

Então vamos a obra:
Primeiramente vamos fazer um gabarito de madeira dura como cabreuva, sucupira, angico, caviuna parda e na pior das
hipóteses peroba.
Tornear um disco dessa madeira nas seguintes medidas, 150 mm de diâmetro, 50 mm de altura; no duro é um cilindro com
pouca altura mas fica sendo uma figura bi dimencional como um disco.
Risque sobre a face do disco 36 linhas espaçadas de 10º cada uma, isso dará 360º que é um giro completo.
Com uma serra de serrar ferro, serre sulcos em 13 ou 14 linhas consecutivas isso dará de 130 a 140º somente, que é o
máximo que uma pá de um hélice pode possuir. O sulco deverá possuir 10 mm de profundidade
Calculando o passo pelo sistema dito no artigo anterior, devemos fazer "calibres" que são chapinhas retangulares de metal
(poder ser chapa de ferro) cuja altura varia de acordo com o passo do hélice e seu comprimento constante é de 70 mm se
o disco for realmente de 150 mm.

Exemplo numérico: usando a determinação de passo dos artigos anteriores e supondo que queremos fazer um hélice de 75
mm de diâmetro e com passo de 60 mm, então teremos o seguinte calculo a fazer.
Como calcular a diferença de altura dos calibres de forma progressiva de modo a termos um hélice de passo de 60 mm e
constante. h=60/360x10º = 1,66 mm então cada lâmina cresce 1,66 mm no conjunto de 13 lâminas.

Vamos começar com a lâmina menor e faremos retângulo com 70 de comprimento x 15 mm de altura, encaixando esse
calibre na fenda do gabarito nos resta 5 mm de aleta. A próxima lâmina terá os mesmos 70 mas 15+1,66 = 16,66 a 3ª 15
+1,66+1,66 = 18,32 e assim sucessivamente, a 13ª terá 34,92. Fica uma escadinha perfeita com o passo que se quer dar.
Já fizemos o gabarito de moldagem da pá, na próxima matéria faremos a pá. .

Retornar à página principal